Artigos > Escalada Móvel

Overcam é o termo usado por muitos escaladores para definir quando um friend foi apertado além do seu limite seguro, ficando sem espaço para afrouxá-lo e poder retirá-lo da fenda onde esteja colocado, como na foto abaixo.

         Esta fenda é muito pequena para este antigo Camalot, que foi colocado com as castanhas retraídas em excesso. Será difícil recuperá-lo. Se for possível, convém evitar este tipo de situação, exceto se a ocasião o requer e não tenhamos escolha, é melhor arriscar-se a perder um friend que a perder a vida.

Ver um friend preso na parede é como ver um maço de dinheiro no chão e não poder pegá-lo. Mas é tão tentador.

Quando percebermos que um friend está em overcam, devemos ter cuidado ao manejá-lo, se o puxarmos com muita força podemos terminar por encaixá-lo ainda mais. Igualmente quando recuperamos qualquer outro tipo de material, a força bruta não servirá para nada.

Você deve apertar forte o gatilho para que as castanhas se retraiam o máximo possível e tentar retirar a peça. Isso parece ser óbvio, mas é incrível as vezes que escaladores com pouca experiência achem que um friend está em overcam, até que chegue alguém mais experiente e o recupere em questão de segundos. Se esse metodo não funcionar, tente mover a peça para uma parte mais larga da fenda em direção da borda. A inteligência e a delicadeza são as melhores estratégias para recuperar a peça.

Alguns escaladores amarram um cordelete em seus friends, principalmente nos menores, para que seja mais fácil recuperá-los em overcam ou quando o gatilho está muito dentro da fenda e fique difícil alcancá-lo. Como último recurso podemos prender uma fita ou um cordelete com um mosquetão e puxar forte.

A Wild Country menciona recomendações específicas na hora de recuperar friends em overcam. Em primeiro lugar concentre-se em cada par de castanhas separadamente e veja se pode movê-lo. A empresa afirma que o desenho flutuante dos seus gatilhos nos permite manipular cada par de castanhas separadamente a cada lado do eixo. Outra solução é usar um par de nuts, usando os cabos para puxar o gatilho e ao mesmo tempo golpearmos um pouco a base do friend. Outra técnica é mover ou dar pequenos golpes laterais na peça, na direção do eixo, perpendicular ao seu cabo. Por último, não devemos atirar a toalha muito cedo, já que muitas vezes se consegue recuperá-los com paciência.

Achei uma peça presa em uma fenda...

Um regra geral a respeito de proteções fixas: nunca confie nelas totalmente. Só porque estão fixas não quer dizer que suportarão um queda e sim que estão "pregadas" à parede.

Em um verão podem ser tão resistentes que não soltariam nem com o Incrível Hulk com uma marreta de quatro quilos. Mas depois do congelamento do inverno e o degelo da primavera, esta mesma proteção pode soltar mais fácil que o spec de uma barraca em um areial.

Os nuts que estejam encaixados e abandonados na parede são mais confiáveis que um velho píton, mas nem sempre. Devemos lembrar de duas coisas: certamente alguém já tentou recuperar esse nut com todas suas forças, assim sua estabilidade já se haverá reduzido. Todo escalador que passou por ali deve tê-lo tentado recuperar, o mais provável é que o cabo já esteja danificado.

Não confiar em uma peça abandonada é um bom hábito, mas há redundâncias e redundâncias, o escalador acima criou uma verdadeira teia. Demonstração prática do que o medo de cair, a falta de conhecimento e a inexperiência podem fazer.

Os micronuts abandonados quase sempre estão de fato perdidos e não servem para nada. O mesmo ocorre com os friends. Se você não sabe a origem da peça ou a quanto tempo ela está ali não caia na tentação de recuperá-la e voltar a utilizá-la na sua segurança. Mesmo sabendo da origem, pense duas vezes se vale mesmo à pena arriscar a incluí-la no seu rack.

Os diferentes tipos de saca nuts e o medo de deixar na parede uma peça de algumas dezenas de dólares faz com que seja raro ver um friend abandonado, mas às vezes acontece. Nesses casos, as castanhas estão completamente retraídas e apertadas que somente com a ajuda de uma serra para metal para soltá-las. A regra será: analize e teste todas estas proteções e suponha que podem falhar ainda que pareçam boas. Convém reforçá-los sempre que seja possível.

 

Fonte: Anclajes de Escalada (John Long & Bob Gaines)


© 2007-2009 - Claudney Neves